POLIETILENO

 

  O polietileno é um termoplástico semi-cristalino que é comercializado em duas variantes principais, o polietileno de baixa densidade (LDPE – Low Density PolyEthylene) e o polietileno de alta densidade (HDPE – High Density PolyEthylene). A principal diferença entre os dois tipos de polietileno é o seu grau de cristalinidade, que se vai reflectir em propriedades como rigidez, ponto de fusão e turbidez. São materiais de uso comum, de baixo custo e fáceis de processar. Podem ser facilmente coloridos através por exemplo da utilização de concentrados de cor (masterbatch) de base adequada.

 

 

 O LDPE é menos cristalino e assim mais flexível e processável a temperaturas mais baixas. Em produtos de espessura muito baixa, como os filmes e algumas embalagens moldadas, conseguem apresentar uma razoável transparência. A sua elevada flexibilidade faz do LDPE um material de eleição para embalagens flexíveis. É também muito utilizado em revestimentos de cabos eléctricos por ser um bom isolante, aliás como a maior parte dos plásticos. É processado principalmente por extrusão, sopro e injecção.

 

 O HDPE é mais cristalino e por isso mais rígido e mais resistente à temperatura (maior ponto de fusão).  A sua razoável rigidez, associada à sua excelente resistência ao impacto, mesmo a muito baixas temperaturas, faz com que este material seja usado em algumas aplicações mais exigentes, como por exemplos as grades para garrafas, moldadas por injecção. Neste tipo de aplicações deve-se utilizar aditivação adequada para garantir a resistência aos UV. O HDPE é um material também muito usado para vários tipos de frascos e outros reservatórios moldados por sopro. É um material também muito utilizado no fabrico de filme, para fazer por exemplo os sacos de supermercado. Podem-se encontrar também peças em HDPE de grandes dimensões, normalmente produzidas por moldação rotacional.

<< Voltar